Inovação em Aparelhos de Raios X Odontológicos

Notícias

27/07/2016 voltar

Como contornar a odontofobia do paciente?

Imagem retirada de http://www.dentflex.com.br/pt-br/novidades/noticias/como-contornar-a-odontofobia-do-paciente/
Imagem retirada de http://www.dentflex.com.br/pt-br/novidades/noticias/como-contornar-a-odontofobia-do-paciente/
A sensação claustrofóbica de ficar sentado por tanto tempo na poltrona do dentista, de portas fechadas e na companhia de instrumentos assustadores, faz com que pacientes entrem em pânico antes mesmo de dar início ao tratamento dentário. Esse comportamento é chamado de odontofobia, que faz da ida ao dentista um enorme pesadelo. Só de ouvir o barulho do motorzinho ou da broca, aqueles que se encaixam nesse quadro não pensam duas vezes em negar o retorno ao consultório.

Geralmente, as pessoas que tem fobia de dentista tremem, ficam ofegantes, correm o risco de sofrerem uma taquicardia e transpiram em demasia. No Brasil, a média de pessoas com medo de uma clínica de odontologia beira entre 15% a 20%. Os dentistas mal sabem o que se passa na cabeça dos pacientes que tentam driblar o pânico por meio de afirmações mentais de motivação como imaginar que a dor é referente à outra coisa, ficar ansiosos para que o tratamento termine logo, sem contar a velha frase de que “tudo ficará bem”.

Algumas dicas para manter o paciente seguro no consultório
Os dentistas precisam deixar o paciente confortável na hora do atendimento. A partir do momento do qual se lida com uma pessoa que afirma ter medo durante a consulta, tente uma conversa franca para impedir que ela fuja. Essa atitude a fará se sentir segura e encorajada a levar o tratamento dentário até o fim. Sem contar que esse contato gera um elo de confiança e, se bem tratado, o paciente sempre voltará para ser atendido por você.

Outro item que gera pavor são os instrumentos de trabalho do dentista. Um comportamento que pode aliviar o mal estar é permitir que o paciente segure os equipamentos para se habituar com eles. Deixe-o ver e conhecer cada um até aqueles que serão usados no procedimento dentário. Lembrando que, depois de fazer isso, a esterilização das ferramentas deverá ser realizada.

A hora de tirar o molde dos dentes sempre rende aquele momento de sensibilidade, como a ânsia de vômito. A sugestão são as radiografias panorâmicas que ajudam a evitar o mal-estar do paciente. Além desse item, o barulho também causa fobia, especialmente se forem muito altos. Aderir aos tampões auditivos para bloquear o som é uma ótima investida para manter o paciente menos aterrorizado. As poltronas também é um ponto relevante, pois ela contribui para deixar qualquer pessoa relaxada.

Pode não parecer, mas o medo das pessoas pode partir da aparência e da personalidade do dentista. Um estudo publicado pela European Journal of Oral Science comprovou que a empatia é o ponto crucial para a redução do medo do paciente. Afinal, as barreiras psicológicas criadas para evitar a ida ao dentista podem ser quebradas a partir de uma dose de bom humor do profissional em odontologia. Essa atitude cria uma atmosfera dentro do consultório extremamente favorável.

Há outros fatores que também contribuem para o conforto do paciente durante o tratamento dentário. Aderir essas dicas é um grande passo para a diminuição da fobia de dentista.



Fonte: Informativo Consultório.